quarta-feira, novembro 08, 2006

O Céu a Seu Dono (Dicionário Imaginário)

ALTERNATIVA – Há solução para Sócrates? Claro que sim. Mas falta enunciá-la, e eu tenho trabalho em atraso.
O que se pode garantir é que quando um regime se transforma de meritório por si, em meritório por exclusão de partes, as coisas estão a correr mal, mesmo quando parecem correr bem.
O que se pode garantir é que, se as reformas forem profundas, sinceras e últimas, o PS deixará de ser “socialista”. E se as reformas falharem, o socialismo deixará de ser poder.
O que se pode garantir é que o debate sobre se Sócrates reforma porque quer, ou porque é obrigado, só terá sentido se, um destes dias, o PM deixar de querer, ou deixar de ser obrigado.
O que se pode garantir é que, para não deitar fora o bebé com a água do banho, torna-se preciso primeiro descobri-lo.


CATALÃES – Há o Ramón Font, português de adopção, e os outros. Gostamos de todos, e não cedemos à chantagem que olha, em cada passo dado para a nacionalidade, uma “ameaça” à tranquilidade peninsular. Se os catalães decidirem recuperar uma pátria, dotá-la de mecanismos de funcionamento político, interno e externo, é com eles e com Espanha.
Devemos esperar (porque acreditamos na racionalidade dos actores, e, mais do que isso, no seu bom senso) que as coisas não se passem como ocorreram nos Balcãs, com independências proclamadas pelas maiorias, e minorias descontentes, ou desesperadas . Como muitos recordam, no dia em que a Croácia declarou a soberania em relação à Jugoslávia, a Krajina declarou a soberania em relação à Croácia. Dentro da região, a vila de Kijevo, maioritariamente croata, declarou a soberania face à Krajina. E dentro de Kijevo, o padeiro sérvio declarou a sua própria soberania, hasteando a bandeira da pátria própria.
Depois tudo desaguou no sangue. Com esta geração de catalães e espanhóis, isso não acontecerá.


CIENTÍFICA, Ficção – Quais são os melhores livros, histórias curtas e novelas de “ficção científica” (ou “especulativa”) de todos os tempos? A minha lista breve, discutibilíssima, inclui o que traria de uma ilha deserta. Quase tudo o que está ali escrito foi imitado ad nauseam, mas estes são, sem dúvida, os fundadores. (P) indica que há tradução portuguesa (se existirem mais versões, apitem).

Aldous Huxley, Brave New World (P)
Cordwainer Smith, The Instrumentality of Mankind, Alpha Ralpha Boulevard
George Orwell, 1984(P)
Jules Verne, Voyage au Centre de La Terre (P), Vingt Mille Lieues sous les mers (P), De La Terre à la Lune (P)
Michael Moorcock, Breakfast in the Ruins
Norman Spinrad, The Iron Dream
Philip K. Dick, Ubik (P), Man in the High Castle (P), The Transmigration of Timothy Archer, Time out of Joint, The Divine Invasion (P)
Ray Bradbury, I Sing the Body Electric, Something Wicked This Way Comes, Fahreneit 451(P)
Raymond Roussell, Locus Solus
Stanislas Lem, Memoirs found in a Bathtub, The Futurology Congress
Ursula Le Guinn, The Earthsea Trilogy (P)
Walter Miller Jr., A Canticle to Leibowitz (P)
William Gibson, Neuromancer

4 Comentários:

Blogger Flávio Gonçalves disse...

Óptimas referências =)

quarta-feira, novembro 08, 2006 4:39:00 da tarde  
Blogger Pedro Botelho disse...

Justos céus! Que mistura de alhos e bugalhos. Essa nem o Bessa...

quarta-feira, novembro 08, 2006 9:19:00 da tarde  
Blogger A Besta Esfolada disse...

Não é justa a acusação em relação a António Marques Bessa.
Ele é sem dúvida um grande conhecedor desta temática da ficção científica.

quinta-feira, novembro 09, 2006 9:21:00 da tarde  
Blogger Pedro Botelho disse...

Não há «acusação» nenhuma, mas tão só uma amigável rima (esperançadamente) chistosa...

sexta-feira, novembro 10, 2006 8:31:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial