quarta-feira, outubro 24, 2007

NEO-CONSERVADORES

Ser neo-qualquer-coisa umas vezes é bom, outras mau. Ser neo-realista - por exemplo - tem sido bom (mas vemos que o neo-realismo já está num Museu, em Vila Franca de Xira, que é, como não nos cansamos de repetir, onde deve estar). Ser neo-liberal ou neo-conservador, agora, mais do que mau é sempre horrível. É um nome que se chama às pessoas em vez de "fascista" que faz um bocadinho vieux jeu, se me permitem os francesismos. Mas os neo-conservadores (americanos) não são hoje exactamente o que eram. No último número da Commentary (Outubro de 2007), Joshua Muravchik dá uma ideia razoável e sucinta do que é "The Past, Present and Future of Neoconservatism". Se calhar, traduziremos alguns trechos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial