segunda-feira, abril 21, 2008

A REVOLUÇÂO CULTURAL CHINESA

Sob este título, um jornal italiano regista que o chinês, ou mais popriamente o mandarim, é a língua que mais pessoas falam no mundo - mas das menos traduzidas. Para colmatar esta lacuna o governo chinês criou e está a ampliar uma vasta rede de "escolas" de mandarim no mundo inteiro, os Institutos Confúcio. Já existiam mais de cem, em 2008 vão abrir outros sessenta. No Panamá - of all places - o governo quer tornar o ensino do chinês obrigatório.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial