quinta-feira, maio 22, 2008

QUE FITA VAI HOJE? - MUITAS

Às 21.30 torna a passar, no canal Hollywwod, O fugitivo (The Fugitive, 1993), uma muito bem sucedida resurreição cinematográfica da série de televisão da nosa juventude, que protagonizava o inenarrável David Janssen, um dos mais notórios canastrões americanos, substituido por Harrison Ford no filme. A versão cinematográfica foi dirigida por Andrew Davis, um realizador que já aqui referi e que dirigiu o único filme aproveitável de Steven Segal. Inclui também um dos primeiros grandes papeis de Tommy Lee Jones, que por aqueles anos se revelou numa extraordinária série de filmes, dois deles, aliás, dirigidos também por Andrew Davis (o mencionado Under Siege, com Seagal, e The Package, de 1989). No mesmo canal, às 2.00, passa outra vez Um peixe chamado Wanda (que quem quiser pode assim ver madrugada dentro pela décima ou vigésima vez, que ele aguenta). No TCM, às 23.05, uma curiosidade: The Power and the Prize (1956), um daqueles raros filmes que o cinema americano produziu sobre o mundo dos negócios e que alguns comentários dizem valer a pena ver. É dar uma espreitadela. O argumento é de Robert Ardrey, um escritor que conhecemos principalmente como autor de dois livros que lemos em tempos que já lá vão e causaram grande impresão na sua época: African Genesis e The Territorial Imperative, mas teve também uma menos conhecida, longa e frutífera carreira como argumentista e dramaturgo - e foi um dos grandes amigos de Elia Kazan desde os seus tempos da Broadway. Mas não me demoro mais, que está a começar O Fugitivo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial