domingo, julho 19, 2009

QUE FITA VAI HOJE? - MESMO AO DOMINGO

Supremacia (The Bourne Supremacy, 2004), às 23.45 no AXN, é o segundo filme da (até agora) trilogia Jason Bourne, com Matt Damon: dirigidos por Doug Liman (The Bourne Identity, 2002) e Paul Greengrass (Supremacia e The Bourne Ultimatum, 2007) são uma série de filmes de acção bem sucedidos, só comparáveis a O assalto ao arranha céus (Die Hard, 1988) de John McTiernan (cujos sucessores não estiveram à altura - embora o terceiro, com Jeremy Irons, fosse bastante superior ao medíocre Assalto ao aeroporto, 1995 - o quarto já não o vi). Infelizmente o êxito da série Bourne deu ao argumentista Tony Gilroy a posterior oportunidade de desperdiçar grandes recursos, incluindo esplêndidos elencos, em vários péssimos thrillers, o último dos quais foi o ridículo e mais do que maçador Dupla sedução (Duplicity, 2009, dirigido pelo próprio Gilroy). Todas as medalhas têm o seu reverso. Às 21.50 no mesmo AXN, passa Ned Kelly (2003), uma nova versão da história do fora da lei australiano já biografado no cinema, em 1970, num filme de Tony Richardson, com Mick Jagger no protagonista. É de temer o pior, mas nunca se sabe (a propósito, as minhas desculpas por ter suposto há uns tempos que podia ser interessante o filme de Joe Carnahan Um trunfo na manga, que, infelizmente, levado pela minha própria sugestão, decidi ver). No Hollywood, às 23.50, os admiradores de Rowan Atkinson, o Mr. Bean, podem vê-lo numa paródia do James Bond, Johnny English (2003), mas aviso que quem tenha visto o trailer já deve ter visto tudo o que tem alguma graça neste filme. Falando de Bruce "Die hard" Willis, outro sólido filme de acção com ele, no Hollywood também, às 22.00, Nome de código: Mercúrio (Mercury rising, 1998), dirigido por Harold Becker. E à meia-noite em ponto na RTP1, vou tentar ver As bandeiras dos nossos pais(The Flags of Our Fathers, 2006), a II Guerra Mundial segundo Clint Eastwood, primeira parte. Quem não quiser, nem tiver paciência para o Mr. Bean, tem no TCM Yolanda and the Thief ( Yolanda e o vigarista (?), 1945), um mais ou menos obscuro musical de Vincente Minnelli, com Fred Astaire. Tem os seus fãs.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial