sábado, novembro 25, 2006

Nostalgias 20: outras chuvas


O temporal de ontem deixou marcas por toda a cidade e aqui ao pé da porta - no pátio - arrancou de raiz mais uma árvore; hoje de manhã, na Alameda e no Jardim do Campo Grande, havia restos de guarda-chuvas despedaçados; e poças de água e lama, ramos, bocados de árvores, restos.

Lembrei-me de outras chuvas, imaginárias, reais, mais civilizadas ou selvagens, chuvas da Paris da Belle Époque, de Nova Iorque dos anos 50, dos pintores do Porto e da Foz da volta do século XX, do neo-realismo italiano, da literatura asiática e africana dos anglo-saxónicos, do Conrad ao Somerset Maughan, este autor de um admirável conto "Chuva", que li na adolescência, na "Miniatura". Vou ver neste week-end se encontro algumas destas chuvas. Para já fica uma, parisiense, proustiana, onde apetece estar.

1 Comentários:

Blogger Je maintiendrai disse...

Chuva... De facto, Conrad e Maugham. Em Paris, Proust, talvez...?

domingo, novembro 26, 2006 12:56:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial