sexta-feira, abril 20, 2007

JUAN MANUEL DE PRADA

O prometido é devido. Finalmente li o último romance de Juan Manuel de Prada, El séptimo velo e aqui estou para dizer o que achei. O livro, logo quando saiu, recebeu o Prémio Biblioteca Breve 2007, da Editora Seix Barral, e percebe-se porquê. É que se trata de uma das melhores obras deste jovem autor espanhol que foi já considerado um dos seis mais prometedores escritores europeus. A sua escrita tornou-se mais adulta, abandonando o que alguns consideravam um excesso de arcaísmos e de recurso a um estilo demasiadamente barroco e carregado. De facto, ainda se nota o seu estilo tão peculiar, mas agora sente-se também uma segurança que porventura antes não existia.

Mas o prémio, o elogio quase generalizado da crítica, não é devido apenas a um estilo mais seguro. Não, o que impressiona antes de mais neste livro é a história, a caracterização dos personagens, o enredo, a cadência e a forma como agarra o leitor. A mim também me atraiu bastante outro aspecto: o ser politicamente incorrectíssimo. Porquê? Tão sómente por comparar algo que deveria ser para todos uma evidência: a violência cega dos totalitarismos, mas sejam eles castanhos ou vermelhos.

A história passa-se na França ocupada pelo III Reich, nos meios da resistência, entre comunistas, colaboracionistas, agentes da Gestapo e gente que pretende apenas sobreviver. Conta também, com grande realismo, o que foi a libertação e a vingança contra os que colaboraram. Tudo é contado através de um personagem que sofre de amnésia e que descobre que é um herói da resistência, mas na investigação que vai fazer ao seu passado irá descubrir pormenores terríveis e, pelo caminho, irá também sacrificar o único amor da sua vida.

O último livro de Juan Manuel de Prada fala-nos do problema da identidade, das lealdades, da necessidade de nos conhecermos a nós mesmos. Mas não conto mais. Quem quiser conhecer a história terá de ler o livro, o que aconselho vivamente.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial