quinta-feira, junho 28, 2007

PRADA

Juan Manuel de Prada declarou recentemente, num Curso de Narrativa para jovens, que não voltará tão cedo a escrever um romance.

Tenho pena, pois sou grande admirador da sua escrita, do seu estilo e talento. No entanto, posso compreender a sua decisão. Depois de levar cerca de três anos a escrever a última obra El Séptimo Velo (sobre a qual fizemos já aqui uma pequena recensão), sente necessidade de um intervalo antes de voltar a embarcar no domínio da ficção. Como afirma: "la inspiración, que es fundamental en la escritura, hay que cultivarla, debe estar fortalecida por el esfuerzo y la disciplina."

Considero Juan Manuel de Prada um dos maiores escritores da actualidade, e parece que não estou sózinho. Assim, é de realçar esta declaração de humildade e contrapô-la à prolixidade da maior parte dos escritores da actualidade, escritores de segunda ou terceira categoria, que não cessam de produzir livros e mais livros que, afinal, nada trazem de novo.

Entretanto, enquanto inicio esta nova (e longa!) espera pelo próximo romance deste autor espanhol, terei de me conformar com as suas crónicas no diário "ABC", também elas cheias de interesse e qualidade.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial