sábado, dezembro 20, 2008

QUE FITA VAI HOJE? - PRATICAMENTE NENHUMA

Às 22.25, no Hollywood, Outbreak (Fora de controlo, 1995), tem Dustin Hoffman, Rene Russo, Morgan Freeman, Kevin Spacey, um realizador competente, Wolfgang Petersen - às vezes um bocadinho mais do que competente - mas o entusiasmo que desperta, é, como dizia o outro, perfeitamente descritível; antes, no mesmo canal, Três desejos (Three Wishes, 1995), da mesma safra, da realizadora Martha Coolidge, mais uma por um momento esperançosa directora que não foi muito longe; no TCM, dentro de momentos, às 20.00, Fuga no século XXIII (Logan's Run, 1976), ficção científica maçadora do geralmente maçador Michael Anderson... Bocejo. Fica - na RTP2 - Alta Sociedade (High Society, 1956), remake musical do brilhante The Philadephia Story, realizado em 1940 por George Cukor. Também é chatinho, mas tem Frank Sinatra, Louis Amstrong e uma ou duas canções de Cole Porter que é sempre divertido e instrutivo ouvir. É tudo por hoje.

1 Comentários:

Blogger Diogo disse...

Jon Stewart – A especulação de Wall Street, concerteza. A produção de Detroit, nem pensar!

Jon Stewart, do Daily Show, explica, com elevado sentido de humor, como o Congresso Americano emprestou, sem fazer perguntas, 700 mil milhões de dólares à indústria financeira, e se recusa a emprestar 25 mil milhões de dólares à indústria automóvel:


Jon Stewart: Há umas semanas, os presidentes da Ford, GM e Chrysler foram a Washington pedir 25 mil milhões de dólares no programa do Governo «Dinheiro para os Incompetentes». Mas não contavam apanhar o Senador Sherman.

Senador Sherman: Vou pedir aos três executivos que aqui estão para levantarem a mão, se vieram num vôo comercial. Que fique registado que nenhuma mão foi levantada. Em segundo lugar, peço-vos que levantem a mão se tencionam vender agora o vosso jacto privado, e voltarem para casa num vôo comercial. Que fique registado que nenhuma mão foi levantada.

(...)

Jon Stewart: Congresso, acho que sei o que se passa aqui. Deram 700 mil milhões de dólares à indústria financeira mas podem não dar à indústria automóvel 34 mil milhões porque não sabem exactamente o que a nossa indústria financeira faz, pois não? Portanto deram-lhes o dinheiro porque não querem parecer estúpidos.

O problema é o seguinte: a indústria automóvel tem um produto tangível e fácil de criticar. Os carros são mesmo assim. Até os maus são úteis. Mas vocês não vão salvar as pessoas que fabricam carros. Só vão salvar as pessoas que fazem empréstimos para comprar carros. Nem sequer empréstimos. As pessoas que vocês vão salvar fazem derivados de transferências de papel, que especulam sobre o futuro valor da vasta distribuição dos ditos empréstimos para a China.

Pronto, o modelo de negócio em Detroit é fraco. Sabemos que perdem 2 mil dólares por cada carro que vendem, mas Wall Street perdeu 7 biliões sem vender absolutamente nada! Pelo menos, quando Detroit perde dinheiro nós ganhamos carros!


VÍDEO (legendado em português):

segunda-feira, dezembro 22, 2008 7:09:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial