sábado, janeiro 26, 2008

ACONTECEU NO CONGO - LARRY DEVLIN CONFESSA-SE


Larry (Lawrence) Devlin era o Chefe da Estação da CIA em Léopoldville em 1960, no primeiro ano da independência do Congo Belga. Nessa função protagonizou e observou, na primeira fila e nunca passivamente , alguns dos mais quentes episódios da Guerra Fria - a independência do Congo, a revolta da Gendermarie, a eleição de Lumumba, o aparecimento e ascensão de Mobutu,
a secessão do Katanga com Tschombé, a morte de Lumumba, as complexas operações da ONU, a morte de Dag Hammarskjöld, o Secretário-Geral sueco que lia Saint-John-Perse.
Todos estes acontecimentos eu fui seguindo, na época, nos jornais e na televisão, num tempo que foi o meu primeiro tempo de interesse pela política, sobretudo pela política internacional.
Estou agora nestes dias de África Austral a recordá-los no livro de Devlin - Chief of Station, Congo - A Memoir of 1960-1967" (Public Affairs, New York, 2007), um livro que recomendo a todos os interessados na História de África, sobretudo da África no "grande jogo" dos tais anos quentes da Guerra Fria.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial