domingo, junho 15, 2008

QUE FITA VAI HOJE? - A CIDADE BRANCA

O filme é razoavelmente maçador - mas a referência impõe-se: ao princípio da madrugada, à 1.55, na RTP1, A cidade branca (Dans la ville blanche, 1983), de Alain Tanner; no pós-revolução, Lisboa tornou-se uma referência do "imaginário" europeu e o filme do cineasta suiço é uma das primeiras e mais emblemáticas manifestações dessa "mitologia", que tem no recente romance de Pascal Mercier Combóio da noite para Lisboa mais um exemplo (verifiquei que existe um outro romance com o mesmo título, mas a que em francês chamaram Dernier train pour Lisbonne, talvez para evitar confusões ou porque calhou assim: Night train to Lisbon, de Emily Grayson, de quem nunca tinha tido o gosto de ouvir falar). Às 00.40, outro género de referência: Fúria, de Fritz Lang (Fury, 1936), o primeiro filme americano do grande realizador alemão (foi na Alemanha que fez a primeira parte da sua carreira nos anos 20 e 30, mas tinha nascido em Viena de Áustria); é um filme em que nalguns recursos estilísticos ainda está presente o cinema mudo; é também um filme desagradável e pouco animador quanto à natureza dos homens e à justiça das multidões.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial