sábado, outubro 04, 2008

DE VOLTA, DEPOIS DO VERÃO

Ontem no fim de tarde de Lisboa senti o primeiro toque do Outono. Hoje, aqui no campo, também-na luz, no frio ligeiro, no imperativo do tempo para mudar de " estação ". E mais. O Outono é ritualmente triste e melancólico.Sinto que este vai ser assim e por isso , ajustando-me ao Zeitgeist deixo este Dante Gabriel Rossetti


Autumn Song(1883)

Know’st thou not at the fall of the leaf
How the heart feels a languid grief
Laid on it for a covering,
And how sleep seems a goodly thing
In Autumn at the fall of the leaf?
And how the swift beat of the brain
Falters because it is in vain,
In Autumn at the fall of the leaf
Knowest thou not?
and how the chiefOf joys seems—not to suffer pain?
Know’st thou not at the fall of the leaf
How the soul feels like a dried sheaf
Bound up at length for harvesting,
And how death seems a comely thing
In Autumn at the fall of the leaf?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial