sábado, março 07, 2009

QUE FITA VAI HOJE? - SEMPRE AO SÁBADO

É sábado - e cá vamos nós. A sessão dupla da RTP2 é dedicada a Stanley Kubrick, um dos grandes cineastas que não me consegue entusiasmar. Primeiro, às 22.45, 2001, Odisseia no espaço (2001, A Space Odissey, 1968) que é preciso ver; algumas imagens pasmosas, uma sequência de antologia, um dos poucos "personagens" não humanos que verdadeiramente ganhou vida na história da ficção científica, o computador Hal; o resto é a ficção científica no seu modo mais pretencioso e grandiloquente. Depois - outra forma de "antecipação", Laranja mecânica (A Clockword Orange, 1971), a partir de um livro de Anthony Burgess, que ele prolongou com reflexões muito interessantes em 1985, onde mais uma vez - sob várias formas - pondera a questão da liberdade e todas as maneiras mais ou menos subtis como nos podemos enganar sobre o que é, onde está e podemos ser privados dela. (Dov'é la libertá, 1953, foi um filme de Roberto Rossellini, com Tótó). Às 21.10, mais uma "Noite de cinema" precedida da respectiva apresentação. Tentarei ver. O filme é O senhor da guerra (The War Lord, 1965, com Charlton Heston), que nunca vi: foi dirigido por Franklin J. Schaffner, um realizador vindo dos primórdios da televisão e que tem pelo menos no seu activo o Patton (1970), que gloriosamente escreveu Francis Ford Coppola e gloriosamente interpretou George C. Scott, e o primeiro Planeta dos macacos (Planet of the Apes, 1968, o mesmo ano da "Odisseia"). Quem estiver interessado em ver uma magnífica interpretação de John Travolta e uma esplêndida caricatura de si próprio por Nicholas Cage pode esperar pela meia-noite e trinta e cinco - SIC - e A outra face (Face Off, 1997), John Woo na América.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial