quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Terrorismo ambientalista

Uma maneira agradável de ficar a saber mais sobre a literatura impressa ou electrónica que põe em causa cientificamente muito do que está "cientificamente provado" em matéria de ambiente é ler o thriller de Michael Crichton State of Fear: é aquilo a que se costumava chamar um "romance de tese", literariamente mediano mas eficaz, e foi mais um best seller de um escritor a quem a fortuna editorial sempre tem sorrido. Os livros de M. Crichton têm sido adaptados ao cinema em grande número (um dos filmes mais conhecidos é certamente O Parque Jurássico, mas há muitos mais; de todas essas adaptações cinematográficas a minha preferência divide-se entre Sol Nascente, um filme dirigido por Philip Kaufman, com Sean Connery, e O Décimo Terceiro Guerreiro,de John McTiernan, com Antonio Banderas. Michael Crichton também escreve argumentos cinematográficos e dirigiu ou produziu numerosos filmes. Foi o criador da famosa e bem sucedida série de televisão ER, "Serviço de urgência". Em State of Fear, contam-se, entre outras coisas, as malfeitorias de uma ONG ambientalista de sinistros desígnios. O livro tem, como é de esperar, "bons", "maus" e também parvos: um destes, um crente fervoroso na tese dos "bons selvagens", acaba por ser comido por uma tribo de canibais. No próximo número da revista, o 60, apresentamos um artigo que M. Crichton escreveu no Wall Street Journal com uma selecção de Cinco livros que questionam a "sabedoria convencional" em matéria de ambiente.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial