segunda-feira, outubro 23, 2006

Citações 9

"Quanto a nós, confessamos ingenuamente que nada há pior, nem mais insuportável na sociedade, que o despotismo dos demagogos, particularmente quando se reforça com o despotismo dos jornalistas, e dos clubes, seus associados, terrível triunvirato, que não só em muitos casos constitui o seu invocado princípio da soberania popular, mas até torna impossível a existência dos verdadeiros governos parlamentares ..."

Luz Soriano,"História da Guerra Civil e do Estabelecimento do Governo Parlamentar em Portugal" (Lisboa, 1881)

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

gostaria de aproveitar esta citação para demonstrar a minha mais profunda indignação depois de assistir atónito ao "debate" surrealista de ontem à noite (25 de Outubro) na RTP conduzido por Maria Elisa sobre Os Grandes Portugueses.
não tenho vergonha alguma de afirmar que me vieram as lágrimas aos olhos de revolta contra um grupo de convidados que acusando de forma consensual as malfeitorias do regime salazarista provaram que afinal a cartilha por onde estudaram foi a mesma ou pior pois vale mais uma censura assumida do que uma hipocritamente camuflada.
maria elisa deixava todo e mais algum gato pingado proferir as maiores banalidades com um discurso o mais vazio possível dando-lhe todo o tempo de antena apenas impedindo sempre o Professor José Hermano Saraiva de expor os seus argumentos.
mas o final é que demonstrou bem o que estes senhores tão democratas concebem como liberdade de expressão: a Alçada Baptista afirmou com um sorriso de falsa candura a sua abertura e apego à discussão salutar de diferentes perspectivas quando não deixou nunca quem se opunha às suas ideias expressar os seus pontos de vista, interrompendo-os com o ar autoritário de uma mestre de escola pronta a dar umas reguadas a quem contestasse os seus dogmas. o Professor Reis Torgal reservou as suas últimas palavras para enxovalhar e humilhar publicamente um homem que dedicou toda a sua vida ao estudo da História de Portugal. mesmo que assim não fosse, a idade respeitável com que está obrigaria a pelo menos respeito e humanidade de alguém cujo discurso anunciou logo a sua prepotência e falta de moralidade. e ninguém naquela sala soube defender a honra de um homem insultado de forma tão vil (eu mesmo discordando com algumas das suas opiniões sentir-me-ia um pulha se assistisse a um episódio desses passivamente). a não ser os alunos da ESCC que aplaudiram JHS quando contrariamente aos outros intervenientes e com elegância reservou as suas últimas palavras para enaltecer de forma positiva e construtiva a iniciativa da RTP.

quinta-feira, outubro 26, 2006 10:49:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial