segunda-feira, novembro 13, 2006

Sempre Saramago

Numa entrevista dada ao Público em que nos deixa entrever como seria o interessante Portugal sonhado por ele, Saramago, acorrendo em defesa de Günter Grass - les beaux esprits se rencontrent - fala da "grande hipocrisia das pessoas que se apresentam como grandes virtuosas, honestas, límpidas de carácter, com passados impolutos". Auto-biografia?

1 Comentários:

Blogger Pedro Botelho disse...

A propósito de hipocrisia, talvez convenha lembrar um facto mencionado pelo autor e historiador inglês David Irving, hoje a ferros numa ruritânia sub-carpática que dá pelo nome de «Áustria»:

"Back in 1977, Germany's leading leftwing novelist Günter Grass wrote to my main publisher in Germany, Hoffmann and Campe, who had just published my Rommel biography as a huge best-seller, and threatened that unless they refused to publish any more books by "the Nazi" David Irving, he would withdraw all his books from them, and so would others. HoCa complied."

terça-feira, novembro 14, 2006 5:19:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial