sábado, dezembro 16, 2006

Essa faz-me lembrar aquela-1

O Senhor Padre e Cónego João Seabra - que muito prezo e oiço - cita algumas vezes nas suas homilias uns versos quase ignorados do quase ignorado Carlos Queiroz. Estão publicados no Breve Tratado de Não-Versificação (Lisboa, 1948) e rezam assim: Ver só com os olhos/É fácil e vão:/Por dentro das coisas/É que as coisas são. Lembrei-me deles ao ler uma citação de G.K. Chesterton desenterrada por Simon Leys (a ler tudo o que tem publicado sobre a China comunista, grande conhecedor do Império do Meio que é e anti-maoista prematuro que sempre foi, como por exemplo Ombres Chinoises, 10/18, 1974, a querida Revolução Cultural como ela é). O que diz Chesterton, algures, é: "Nada importa senão o destino da alma - e a literatura só é redimida de uma futilidade ainda mais radical do que a do jogo do galo, quando descreve não o mundo que nos rodeia, não as coisas que a nossa retina reflecte ou a gigantesca irrelevância das Enciclopédias contém mas alguma condição a que o espírito humano possa aspirar." (Les idées des autres - Idiosyncratiquement compilées par Simon Leys, pour l'amusement des lecteurs oisifs, Plon, Paris, 2005)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial