quinta-feira, abril 12, 2007

MEMORIES OF THE RAJ - 1 - A PALACE IN THE WILDERNESS


As memórias mais remotas que tenho da Índia são histórias lidas na infância, adaptações do Kippling ou então vários "Sandokan"do Emílio Salgari, esse narrador italiano de viagens e histórias de todo o mundo, que nunca saiu da Itália. Mais tarde fascinaram-me as histórias à volta do "Great Mutiny"e do "grande jogo" na NW Frontier.
Mas o meu "imaginário" indiano anda mais à volta de símbolos: símbolos orientalistas, um luxo para um "africano"como eu. Como Palácios, que nos surpreendem do meio da selva (como este da gravura). Um bocadinho kitsch, mas sugestivo.
Nessas leituras de infância, nestes Palácios havia uma espécie de "bela adormecida", guardada por um tigre, e o nosso papel era como na canção brasileira "ser o herói" e libertar a princesa. Neutralizando, with extreme prejudice, o dito tigre. De preferência com uma Remington apropriada. Muito mais emocionante, à Sandokan, com um punhal, em crescente. Ou a dagger do Oman. Dreams, Indian dreams.

1 Comentários:

Blogger Justin disse...

Estimado Sr Jaime Nogueiro Pinto
O meu amigo Rafael Marques sugeriu que eu entre en contacto consigo, perante uma projecto de pesquisa que estou a fazer para o meu magistrado á Universidade de Oxford. Infelizmente, não tenho os seus contactos, mas encontrei o seu blog. Estou em Lisboa até ao dia 18 de Abril. Faz favor de me contactar: justinpearce@yahoo.com

Muito obrigado
Justin Pearce

sexta-feira, abril 13, 2007 11:25:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial