segunda-feira, maio 28, 2007

OS INTELECTUAIS DE MUSSOLINI

Acaba de me chegar a edição em paperback de um dos mais recentes livros de A. James Gregor, Mussolini's Intelectuals, publicado pela editora da Universidade de Princeton. Gregor é um dos raros especialistas anglo-saxónicos do Fascismo Italiano, que estuda há várias décadas, e tem nesta matéria uma obra já longa e notável. "Os intelectuais de Mussolini" - como se escreve na apresentação desta obra - vem contrariar a ideia convencional de que o Fascismo foi "irracional e anti-intelectual, encontrando expressão exclusivamente num agregado de mitos, emoções, instintos e ódios". "Há certamente lugar para este livro - escreve o próprio autor na Introdução - ao lado de todas os volumes dedicados às lucubrações de intelectuais soviéticos, chineses, alemães de leste, norte-coreanos ou albaneses em defesa das respectivas ditaduras marxistas-leninistas. A sua tese é a de que os intelectuais fascistas produziram, em defesa da sua ditadura, obras não menos competentes. Se é assim, devo, no entanto, esclarecer desde já que não considero o Fascismo nem o Marxismo especialmente plausíveis. e que certamente não recomendo que abracemos um ou outro. Recomendo apenas que os compreendamos." Voltaremos a este livro, importante para quem queira discutir seriamente o Fascismo e o "fascismo" - e não simplesmente usar um termo que perdeu "qualquer conteúdo cognitivo" e que "apenas é empregue para denegrir e difamar".

1 Comentários:

Blogger Zé Ninguém disse...

Mas... Já leu o livro de Junho? Não leu? Vai comentar? Quer Chá com Scones?
Só postar! Só postar!Ai!

http://absolutamenteninguem.blogspot

terça-feira, maio 29, 2007 2:40:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial