domingo, junho 08, 2008

QUE FITA VAI HOJE? - SEGUNDA PARTE

Hatari!, de Howard Hawks é o segundo da espampanante meia-dúzia de filmes que, depois de um interregno de quatro anos, a seguir a Land of Pharaohs (1955), encerrou descontraídamente a carreira de Howard Hawks, uma das lendas da realização americana, membro destacado do panteão da crítica francesa que idolatrou úm certo número de realizadores americanos nos anos 50 e 60. Os outros foram Rio Bravo (1959, mais palavras para quê?), a comédia O desporto favorito dos homens (Man's favourite sport, 1964, a apoteose de Paula Prentiss, ainda alguém se lembra dela?), o filme de automóveis Red Line 7000 (1965), El Dorado (1966, o western que repetia em comédia o drama de Rio Bravo, com Robert Mitchum e, de novo, John Wayne) e Rio Lobo (1970), o único que, segundo me lembro, fraqueja. Quanto a Perdigão Queiroga, diz a wikipedia que realizou com As pupilas do Senhor Reitor (1961) o primeiro filme português em cinemascópio, mas eu acho que não - primeiro esteve O primo Basílio (1959) de António Lopes Ribeiro; não sei se a confusão é por um ser a cores e o do António ser a preto e branco.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial