terça-feira, agosto 12, 2008

QUE FITA VAI HOJE? - DE OITO EM OITO DIAS!

O TCM passa hoje às 20.00 - pela milésima vez - Shaft-Mafia em Nova Iorque (Shaft, 1971). Foi o primeiro filme de uma trilogia dedicada ao detective "afro-americano" que na sua primeira encarnação foi interpretado por Richard Roundtree, protagonista deste e dos dois filmes que se lhe seguiram nesta série, Shaft's Big Score ('72) e Shaft in Africa ('73), que também não primam pela ausência nas noites do Turner Classic Movies. Os dois primeiros foram dirigidos por Gordon Parks, também "afro-americano", que não se distinguiu por aí além como cineasta embora tenha sido um reputado fotógrafo. Em 2000, outro "afro-americano", o realizador John Singleton, ressuscitou o personagem - na pele de um sobrinho - em Shaft, com Samuel L. Jackson no papel. Foram o ponto alto dos blackexploitation movies, aventuras de pretos com heróis pretos, um sub-género "barato" que no seu pior tinha títulos do tipo "Mulheres acorrentadas", nalguns dos quais entrou Pam Grier no princípio da sua carreira, uma actriz que nunca deixou de trabalhar mas regressou realmente ao primeiro plano cinematográfico com Quentin Tarantino em Jackie Brown (1997), sem precisar de desculpas "raciais", de que não carece. A banda sonora de Shaft foi criada pelo músico negro Isaac Hayes, que morreu há dias, ainda relativamente novo. Ainda esta noite, às 21.30, o Hollywood exibe mais um clássico daquele a quem se costumava chamar "mestre Billy Wilder": O Inferno na Terra (Stalag 17, 1953), um filme cuja história decorre num campo de prisioneiros alemão durante a II Guerra e foi à época considerado pouco correcto politicamente. Vale a pena dar uma espreitadela. A propósito, a RTP Memória exibe às 22.00 Antes do Inverno chegar (Before Winter Comes, 1969), que tudo indica ser bastante mauzinho mas tem a rara particularidade - segundo observa um anónimo comentário americano - de tratar a Àustria ocupada do pós-guerra, um cenário poucas vezes abordado pelo cinema, este do imediato pós-guerra na Europa derrotada e que está a ter uma certa voga na literatura histórico-jornalística alemã e anglo-americana. Finalmente, no TCM, às 23.20, um filme "histórico" do mudo, O demónio e a carne (Flesh and the Devil, 1926), com Greta Garbo, realização de Clarence Brown e o galã John Gilbert, (quase ) no seu "canto de cisne" - se assim se pode dizer - antes de ser traído pela voz quando se instalou definivamente o cinema falado.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial