sexta-feira, março 17, 2006

Ateus e outros fundamentalistas

Michel Onfray é catalogado por uma revista francesa de livros e comércio livreiro como "o filósofo mais lido de França". Um dos seus livros mais recentes, Traité d’ athéologie, muito vendido em França, foi considerado pelo romancista inglês William Boyd como um dos melhores livros do ano passado – que ele, "neste tempo em que Deus é invocado por todos os combatentes", leu "com gratidão e alívio". A religião dos que não têm religião não deixa de nos admirar: é claro que o mais agressivo e nocivo fundamentalismo do nosso tempo é justamente o dos ateus e outros fundamentalistas que têm uma fé cega, nefasta, e por definição irracional, nas universais e definitivas virtudes da Razão. O livro de Michel Onfray, a sua má-fé e a sua especiosa e imbecil argumentação foram arrasados por Matthieu Baumier – L’Anti-Traité d’athéologie (ver relato na Immédiatement). Mais pormenores num dos nossos próximos números.

1 Comentários:

Blogger Bruno disse...

Comentários do seu texto aqui:

http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=138671&tid=2562224862846774290&na=1&nst=1

:-D

sexta-feira, novembro 02, 2007 4:26:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial