terça-feira, outubro 17, 2006

Os proveitos da desgraça

O Financial Times faz-se eco de uma nova versão de uma bem velha queixa, num artigo intitulado Profits of doom (o trocadilho com "profetas da desgraça" é mais evidente em inglês), de Richard Tomkins. Em poucas palavras: "A globalização gera somas colossais que só beneficiam os muito ricos e os muito pobres. Não será altura de as classes médias do ocidente perguntarem porque é que têm de pagar a factura dos proveitos de todos os outros?". Sempre as pobres classes médias. Mas o asunto não é de interesse meramente académico ou "humano"; está na altura de tornarmos a publicar um artigo de Edward Luttwak sobre os efeitos sociais e políticos do "turbo-capitalismo" generalizado - e que se intitulava "Porque é que o fascismo é a vaga do futuro" (saiu no número 35 do Futuro Presente, em 1996).

2 Comentários:

Anonymous Conde d'Abranhos disse...

Essa de que o "fascismo é a vaga do futuro" faz lembrar a cantiga do "ó tempo volta p'ra trás".

terça-feira, outubro 17, 2006 7:46:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

´Já tem voltado...

quarta-feira, outubro 18, 2006 11:33:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial