quarta-feira, janeiro 03, 2007

Mais Leituras


Não tive tempo de aconselhar ou indicar leituras e filmes: agora, de livros, o ano de 2006 foi o meu ano de descobrir o Michel Houellebecque; de continuar a ler o J.M. Coetzee (Slowman); o Philip Roth ("Everyman"), o Paul Auster, o V. S. Naipul, Margaret Atwood. De reencontrar Truman Capote (Summer Crossing´, Answered Prayers. E de reler muita coisa - Borges, Dostoiewsky, Alexandre Dumas ("Les Quarente-cinq"). E sempre os Antigos - Tácito, Tucídides, Homero.

Agora algumas obras recentes, que recomendo, mesmo já não sendo para presentes:

- Orhan Pamuk, Istambul - Memories of a City, Faber and Faber, paperback, 2006. É Istambul, vista pelo Nobel, Pamuk, um nativo e admirador incondicional da cidade.
- Jacques Benoist-Méchin, Imperador Juliano - O Filho Sol,
Ésquilo, Lisboa, 2006. É a biografia de Juliano, "o Apóstata", o Imperador romano do século IV (331-363) que tentou restabelecer o paganismo. Gore Vidal já tinha ido por este caminho da biografia romanceada de Juliano.
- Lord Mahon, The Life of Belisarius - The last Great General of Rome, Westhouse, Yardley, 2006. Para mim o grande Belisário é o romanceado por Robert Graves, em Count Belisarius. É uma figura admirável de génio militar e de grande carácter.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial