segunda-feira, abril 10, 2006

A Mania da Perseguição

«Outra vítima frquente da mania da perseguição é um certo tipo de filantropo que está sempre a fazer bem às pessoas contra a vontade delas e que fica depois surpreendido e horrorizado com a sua ingratidão.(...) "fazer bem" aos outros consiste geralmente em privá-los dalgum prazer (...) Nesse caso há um elemento que é típico da moralidade social, isto é, A INVEJA dos que podem cometer pecados de que nos devemos abster se desejamos manter o respeito dos nossos amigos. OS QUE VOTAM POR EXEMPLO UMA LEI QUE PROÍBE FUMAR (tais leis existem ou existiram em muitos estados da América), SÃO NATURALMENTE NÃO FUMADORES PARA OS QUAIS O PRAZER QUE OS OUTROS ENCONTRAM NO TABACO É UMA CAUSA DE SOFRIMENTO»

Bertrand Russell, A Conquista da Felicidade (cap. viii: A Mania da Perseguição), pg 110, Guimarães ed., 8ª ed.,1997.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial