segunda-feira, dezembro 18, 2006

Nostalgias 28:do "romantismo"da Guerra d'Espanha

O meu post de ontem, do José António e do Durruti, trouxe alguns comentários, que agradeço, até por servirem de motivo para ir um pouco mais fundo na explicação do Zeitgeist (desculpem-me os puristas ) da nossa geração. Nos anos 60, a guerra de Espanha apareceu-nos mais pela ficção romanesca, que pela política. Logo, à partida, foi para nós uma guerra romântica, talvez por isso, por romanceada: Malraux, Hemingway, Veríssimo ("Saga"), Brasillach, Foxá, Gironella; das leituras dos historiadores, na época por junto o Hugh Thomas, traduzido entre nós e a apologética franquista de Bardèche e Brasillach, bem como alguns relatos de jornalistas portugueses, geralmente simpáticos para os nacionalistas, contrabalançados por um pano de fundo "antifascista", que impregnava a cultura do tempo.

De todas as formas, e fazendo a menção das centenas de obras sobre o tema, publicadas e lidas depois, desde os volumes de "história militar" da San Martin, às memórias dos participantes, aos livros dos "hispanistas", às monografias sobre as intervenções estrangeiras, às "temáticas", às "regionais", não alterei muito a minha opinião: com o devido respeito às vítimas, sobretudo às colaterais, destes "desastres da guerra", è um conflito que tem, independentemente de "lados" ou "bandos", momentos, episódios e personagens admiráveis. Gostávamos de ter lá estado... Como de ter ido na expedição de Alexandre à Ásia, ou Scipião a África; ou ter desembarcado com o Gama em Calecute, chegado com o Mouzinho a Chaimite ou reconquistado Luanda com o Salvador Correia de Sá. Naturalmente é assim porque acabámos por ver tudo isto pelos olhos "românticos" da História épica da Antiguidade ou "pátria" e das suas glosas oitocentistas, escritas ou pintadas. Admito e a minha costela realista reconhece e até desconstroi. Mas não me arrependo.

1 Comentários:

Blogger O Jansenista disse...

Point taken. Eu acrescentaria Bernanos.
Cumprimentos.

quarta-feira, dezembro 20, 2006 8:11:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial