quarta-feira, outubro 18, 2006

Para ler:

Na edição do Spectator (www.spectator.co.uk) de 14 de Outubro, um artigo de Rian Malan (um dos mais famosos escritores Afrikaner anti-apartheid dos anos 70-80, autor de My Traitor's Heart) sobre a situação na África do Sul. Título (edificante): "South Africa's future will not be civil war but sad decay".
Número especial de Le Magazine Litéraire (www.magazine-littéraire.com) sobre o tema do nihilismo, "Le nihillisme - la tentation du néant de Diogène à Michel Houellebecq". Trata-se de um número de "divulgação" com outros ensaios sobre grandes "nihilistas" ou aparentados, dos "clássicos" Sade e Nietzsche, aos modernos Ionesco e Beckett e ao muito contemporâneo Michel Houellebecq.


A biografia de Dean Acheson, Dean Acheson: A Life in the Cold War, de Robert L. Beisner, (Oxford University Press, 768 pp. 35 $US dólares). Acheson foi, com George Kennan e Truman o arquitecto da política de contenção norte-americana, no pós Segunda Guerra Mundial. Kennan foi o cérebro inspirador - com o famoso "longo telegrama de Moscovo" e Truman o decisor; mas entre o estratega conceptual e o poder, mediou o Secretário de Estado.
Acheson era um político vindo do establishment, da Costa Leste, advogado, rico, sempre bem vestido, com grande capacidade de relações públicas. Tinha andado pela Administração Roosevelt, como Sub-Secretário do Tesouro, mas contrariou uma decisão do Presidente que o demitiu acto contínuo.
Quando voltou ao Governo, com Truman, um self-made man, que também por não vir do establishment, nunca achou a Estaline a graça que lhe achava F.D. Roosevelt, Acheson cultivou cautelosamente a relação entre os dois. Na polémica "que fazer com os Soviéticos" de 1945-46, começou por alinhar com os doves; mas a tentativa de Estaline de se apoderar dos estreitos da Turquia decidiu-o. E foi ele o inspirador da política de contenção, a partir de 1947. Um fait-divers: Kennan é o autor da célebre expressão "He is a son of a bitch, but he is our son of a bitch". A circunstância foi a disc

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial